Harvard Business School

Harvard Business School

A Harvard Business School abriu sua inscrição no início deste mês de Junho de 2020, afirmando que sua única questão de essay permanece igual: “As we review your application, what more would you like us to know as we consider your candidacy dada a falta de limite de palavras. Por onde começo? O que eu compartilho? A MBA HOUSE sabe que a grande questão é: Todo mundo quer saber o que a Harvard Business School está procurando.

Além de suas credenciais, a Harvard Business School está procurando saber quem é você como pessoa. O Admissions Committee busca indivíduos apaixonados e com princípios que têm o potencial de cumprir a missão da HBS de educar líderes que fazem a diferença no mundo. Embora esse aspecto seja facilmente compreendido, o processo de como fazer isso com eficácia é complexo.

Antes de mergulhar em sua estratégia, vamos enfatizar esse aspecto: tudo se resume ao seu essay. De fato, o essay costuma ser o fator de aceitação ou não da Harvard Business School, alem de sua nota do GMAT, mas suas características reais só aparecem no caso de uma excelente demonstração do que chamamos de personal statement. O personagem não aparece em um currículo, nas pontuações de seus testes ou nas notas ou nas transcrições. Sua oportunidade de mostrar a eles do que você é feito, está no essay. A competição é acirrada, então este é o lugar onde você pode convencê-los de que você tem o que é preciso para fazer parte dessa comunidade incrível. Não se esqueça também dos recommendations para completar essa saga.

Lembre-se de que a maioria dos candidatos (9.228 prospective students no último ciclo, para ser mais preciso) terão credenciais fortes. Essas credenciais levam você ao são importantes, mas só seu essay leva você à etapa da entrevista. Depois de atingir um certo nível de excepcionalismo em termos de ser brilhante, motivado e dedicado, tudo se resume à sua história. Pense nisso em como elaborar um “trailer de um filme” para sua vida – seu ensaio deve ser envolvente, interessante, com um nível de drama e um ritmo que mantenha a história em movimento. Um ótimo essay vai atrair o leitor a dizer uau, mal posso esperar para conhecer essa pessoa.

Aqui estão cinco dicas importantes para escrever um poderoso ensaio para HBS:

1. NÃO exiba um rolo de destaques das realizações profissionais.

A maior tentação – e o maior erro – é um essay descritivo de seus feitos, que colocará seu leitor de admissões lendo uma descrição enfadonha e sem relação alguma com quem é você de verdade. Muitos candidatos escrevem essays que eram chatos, sem vida e sem graça. O que realmente faz diferença são as narrativas de candidatos que navegaram pela vida, nunca tendo desistido após uma falha e continuado lutando, que sempre se destacavam em de forma cordial e resiliente e seguiam firmes em seus projetos profissionais e pessoais sempre com ética e companheirismo. Isso não pode ser exagerado: seu essay não deve ser lido simplesmente como uma história de sucessos e realizações. É uma armadilha comum e rouba à sua história o potencial de estabelecer uma conexão emocional. Acima de tudo, escreva um essay que você gostaria de ler, mas é muito importante ter uma segunda opinião e um guia específico de quem tem experiência como os consultores de admissions da MBA HOUSE.

Então, quando a Harvard Business School pergunta: “what else do you want us to know” o foco está no “what else”. Você já detalhou suas experiências de trabalho na seção de respostas curtas do application, juntamente com o seu currículo. Não reafirme esses mesmos fatos novamente. Lembre-se de que eles sabem o que consultores e banqueiros fazem no escritório; portanto, a menos que você esteja introduzindo algo novo ou conectando seu trabalho a um tema mais amplo, evite tentar se exibir escrevendo longamente sobre as realizações do trabalho. Escreva algo autêntico e pessoal de sua carreira.

2. Seja aberto, imperfeito e REAL.

A maioria das pessoas têm medo de ser real e passa horas polindo e aperfeiçoando uma “imagem” ou “marca” que é uma ilusão. Quando você corre o risco de ser você mesmo, ser vulnerável, isso inspira uma conexão humana. Dá credibilidade. O que é mais interessante de ler – a história de alguém que navegou pela vida e fez tudo funcionar perfeitamente, todas as vezes ou a história de alguém que lutou, enfrentou desafios extraordinários e demonstrou a tenacidade e a resiliência de não apenas sobreviver, mas prosperar?

É por isso que quanto mais pessoal e aberto você puder ser em termos do porquê você faz o que faz, mais memorável e atraente será seu essay. Alguns dos melhores essays que colaboramos abrem com a história de um fracasso e como isso os moldou. Na minha perspectiva, se você nunca está cometendo erros, não está trabalhando o suficiente. Além disso, há algo poderoso sobre a verdade quando você a lê, pois ela atinge você e aguça a sua curiosidade. E é isso que você deseja inspirar – entusiasmo e curiosidade suficientes para que o comitê de admissões queira conhecê-lo e aprender mais. Lembre-se sempre – esta é uma busca por autenticidade.

3. Mostrar vs Dizer.

No processo de contar histórias, os detalhes são tudo. Evite a tentação de dizer aos leitores o que eles devem pensar. Mostre a eles pelo exemplo. O que é mais poderoso – alguém dizendo: “Eu quebrei minha empresa por conta de excessivas taxas” ou “as decisões iniciais não levaram em conta fatores como a cultura contábil de cada País, algo que agora temos muito cuidado e, pelos erros iniciais, agora temos uma saúde fiscal excelente.” Mostre a eles o que você passou e os desafios que enfrentou através de lembranças vívidas. A MBA HOUSE tem o papel de ajudá-lo a analisar sua experiência para identificar em que focar. Geralmente, as experiências que moldaram seus valores e atitudes em relação à vida são um ótimo lugar para começar. Você pode falar sobre um desafio, por exemplo, ou uma vez em que caiu e se recuperou. Sublinhe como isso o moldou como ser humano e o que você aprendeu com a experiência e lembre-se de mostrar o impacto pelo exemplo.

4. Conecte os pontos.

Seu essay deve ter o que chamamos de “fio de continuidade” que servirá como um tema unificador. Talvez você possa introduzir uma experiência importante ou que tenha marcado uma importante etapa em sua vida já no seu parágrafo de abertura. À medida que você cria histórias que mostram ao comitê quem você é, as reviravoltas que sua vida tomou, você deve revisitar esse tema em diferentes momentos, como forma de unificar a narrativa. A conclusão deve servir para unir tudo. Isso pode parecer estereotipado, mas, em caso de dúvida, este é um modelo comprovado que permite conectar os pontos ao seu leitor. Qualquer grande história tem um fluxo e ritmo coesos que prendem a atenção do público. Há sempre uma força motriz intangível que se forma, que é um ingrediente essencial para um essay vencedor.

5. Respeite o tempo do leitor.

Embora não haja uma contagem de palavras especificada, tente manter seu essay em 2.000 palavras ou em três a quatro páginas. Talvez isso seja uma surpresa se você foi aconselhado a permanecer entre 800 e 1.000 palavras, mas a verdade é que o conteúdo é tudo e algumas histórias precisam de mais espaço. E, se for muito curto, o admissions committee podem presumir que você está sendo simplista ou não tem uma história para contar, ou até mesmo está sendo displicente. E, embora não exista uma regra rígida, não recomendo usar mais de 2.000 palavras. A maioria dos nossos clientes chega com mais de 3000 palavras. Não se esqueça que ser conciso e sucinto também mostra disciplina e humildade. Dito isto, um dos essays mais poderosos que já trabalhei com um aluno da MBA HOUSE foi uma história de superação com menos de 2.000 palavras e o feedback que ele recebeu na entrevista foi que seu ensaio foi um dos melhores que o comitê já havia lido e seu entrevistador agradeceu a ele por sua abertura e honestidade.

Por fim, Harvard Business School está procurando pessoas ambiciosas e extraordinárias, com hábito de liderança, histórico de envolvimento de comunidade e apetite e aptidão para o sucesso, que os separam do trabalho puramente inteligente e duro. Além de um histórico profissional característico e de credenciais impressionantes, eles também querem ver uma tendência a alcançar constantemente os objetivos. Mais do que isso, eles buscam empreendedores motivados por uma missão mais profunda e preparados para deixar a instituição orgulhosa. Seu desafio com o essay – e a oportunidade – é fundir isso com uma história cativante de quem você é como indivíduo. E se isso parecer assustador, lembre-se de que ninguém mais viveu sua história além de você, o que o torna super qualificado para contá-la.

Para obter mais dicas sobre como se aceito na Harvard Business School tenha uma conversa com nossa diretora de admissions. Conte conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×