GMAT – prática é diferente de aprendizado

Um curso de GMAT é algo pelo qual muitos candidatos a MBA não queriam passar. Porém, o teste do GMAT é algo que mede muito mais do que podemos imaginar e por isso ele se torna uma medida essencial para aqueles que querem fazer um MBA de ponta.

Nós da MBA House acreditamos que um bom curso de GMAT deve ter por volta de 100 horas de aula e você deve complementa-lo com pelo menos 200 horas de estudo. Este estudo precisa ser muito bem dirigido senão você corre o risco de ficar meses estudando e conseguir uma nota oficial não maior do que 620.

Há um farto material de GMAT disponível na Amazon e também em fóruns, mas é imprescindível que você saiba como estuda-los adequadamente. Se você necessita de uma nota alta no GMAT você deve perceber que a sequência e forma com que você usa o material é muito mais importante do que a quantidade de questões que você faz com um cronômetro na mão e uma porcentagem de acertos na cabeça. O GMAT é algo que deve ser conquistado ao longo de meses com horas de estudo bem distribuídos e momentos em que você deve focar em determinadas ações que te proporcionarão saltos quânticos em sua nota.

A MBA House fundamenta o estudo do GMAT no Official Guide e em nosso livro compilado pelos professores de nossa filial em Nova Iorque.  Este livro tem uma “pegada” bem mais americana e é de autoria própria. Nós acreditamos que, se o aluno realmente quer uma nota competitiva, ele deve ir além da referência que certos livros dão apenas a técnica presente no official guide e é isso que a MBA House oferece.

O estilo de prova do GMAT mede em muito como as escolas de negócios do Mundo todo querem que seja o seu tipo de raciocínio no MBA e também nas empresas que você irá trabalhar. O GMAT exige um raciocínio analítico em um tempo curto e com padrões pré estabelecidos. De forma alguma pense na prova do GMAT como uma prova que necessita conhecimentos de gramática da língua inglesa ou uma matemática que vai além do nosso curso básico de colégio. Acredito que o mais “tenebroso” da parte quantitativa é quando nos deparamos com questões de análise combinatória. Não tema, basta estudar a técnica das questões e você estará seguro.

Você também deve perceber que existe uma grande diferença entre prática e assimilação. O americano diz que, quanto mais você praticar mais você irá assimilar e portanto, melhor será sua nota. Nós da MBA House discordamos veementemente. Existem muitos candidatos que nos procuram depois de fazerem 4 ou 5 livros completos e simulados com notas acima de 700 e na hora da prova tiram não mais que 620. Mesmo assim, eles acreditam que necessitam só de pequenos ajustes e que podemos dar a eles o “segredinho” que eles precisam. Isso não existe. Mesmo com esses candidatos o trabalho levará meses.

Portanto, comecem corretamente, pois o GMAT é um crivo numérico e pode te impossibilitar, não de entrar em uma business school, mas de entrar na que você deseja. O problema é que você so irá perceber que deveria e poderia ter se esforçado mais no estudo do GMAT quando já estiver graduado e as oportunidades forem diferentes entre aquele que negligenciou o GMAT ou tentou ir pelo caminho mais curto e aquele que focou em duas coisas antes de pensar em qualquer outra :

– GMAT matador

– Applications muito bem escritos.

É aí que já começa seu MBA.

Conte conosco :

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone (obrigatório)

Comentário (obrigatório)